Contabilidade para Investidores

Balanço
Patrimonial

“Contabilidade é provavelmente a matéria mais entediante do mundo. E também pode ser a mais confusa. Porém, se você quer ser rico, no longo prazo, pode ser a matéria mais importante.”  – Robert Kiyosaki

Como estudado na aula anterior, as informações contábeis são essenciais para analisar investimentos em empresas e seus respectivos valores no longo prazo.

Logo, esta demonstração financeira reflete uma visão geral da situação econômico-financeira de uma empresa em determinada data, representando uma posição estática.

Basicamente o balanço é segmentado em três elementos: Ativo, Passivo e o Patrimônio Líquido.

Formato de um Balanço Patrimonial

De acordo com a representação acima, o Ativo é composto por todos os bens, direitos e demais aplicações de recursos controlados pela entidade, estes recursos são resultados de eventos passados e dos quais se esperam que resultem em futuros benefícios econômicos para a empresa.

Exemplos:

  • Bens = máquinas, terrenos, estoques, dinheiro (moeda), ferramentas, veículos, softwares.
  • Direitos = contas a receber, títulos a receber, ações.

Reconhecimento de um Ativo: A Miller Corporation vendeu mercadorias e recebeu do cliente uma nota promissória; ele concordou em pagar US$2 mil no prazo de quatro meses. A empresa tem direito de receber uma quantia especifica no futuro, como resultado da venda previa de mercadoria.

O Passivo é uma obrigação presente da entidade com terceiros, derivada de eventos já ocorridos. Um passivo surge quando a empresa recebe benefícios ou serviços e se compromete, em troca, a pagar ao provedor desses bens ou serviços um valor definido em uma ocasião futura.

Exemplos:

Empréstimos e financiamentos tomados, fornecedores a pagar, possíveis perdas judiciais, salários a pagar, etc.

Reconhecimento de um Passivo: A Gerdau tomou emprestados US$4 milhões, por meio de emissão de títulos de longo prazo com vencimento em 20 anos e pagamento de juros anuais. Essa obrigação é um passivo, pois a Gerdau recebeu fundos e precisa liquidar a dívida, desembolsando valores específicos em datas futuras definidas.

Tanto os ativos, como os passivos de uma empresa são divididos em Circulante (recursos ou obrigações que devem ser convertidos no curto prazo, menos de 360 dias) e Não Circulante (longo prazo, mais de 360 dias).

Já o Patrimônio Líquido identifica os recursos próprios da empresa, sendo formado pelo capital investido pelos acionistas (ou sócios), mais os lucros gerados no exercícios e que foram retidos na empresa.

Reconhecimento de um Patrimônio Líquido:  A Stephens Corporation foi constituída em 01/Jan do Ano 1.  A empresa emitiu 15 mil ações com um valor de US$10, que resultaram em uma entrada de caixa de US$10 por ação. Durante o Ano 1, a empresa gerou um lucro líquido de US$30 mil e pagou dividendos de US$10 mil aos acionistas. O Patrimônio Líquido Total é de US$170 mil, vindos US$20 mil de lucros acumulados e US$150 mil em ações.

O valor do Patrimônio Líquido é a diferença entre o valor do Ativo e o valor do Passivo.

Como interpretar o Balanço Patrimonial?

  1. Aplicação de recursos (onde a empresa investe): Ativo
  2. Investimento em Capital de Giro (Working Capital)
    1. Ativos operacionais
    2. Contas a receber (clientes)
    3. Adiantamento a fornecedores
    4. Estoque
  3. Investimento em Capital Fixo (CAPEX)
    1. Ativos não circulantes
    2. Imobilizado (máquinas, edifícios, equipamentos, veículos, etc.)
    3. Intangível (software, marcas, etc.)
  4. Determinantes:
    1. Ramo da empresa: indústria, comércio ou serviço
    2. Processo de produção: longo ou rápido
    3. Produto: consumo durável ou não durável
    4. Estratégia de crescimento: por aquisição ou orgânico
  5. Fonte de recursos (como a empresa se financia): Passivo (capital de terceiros) + PL (capital próprio)
    1. Capital de terceiros
      1. Bancos
      2. Fornecedores
  • Adiantamento de clientes
  1. Capital próprio
    1. Recursos dos sócios ou acionistas
    2. Lucros gerados e capitalizados ou acumulados em forma de Reservas
  2. Determinantes:
    1. Aversão ao risco dos acionistas
    2. Capacidade de gerenciar as dívidas
  • Estratégia de crescimento: alavancada ou conservadora
  1. Estrutura de capital ótima

Um acompanhamento diário das empresas

Comece o dia a frente do mercado com o relatório Suno Call Premium da Suno Research